Linguagem de FumaçaNativos, América do Norte, enviando sinais de fumaça; por Frederic Remington

Antes de qualquer coisa, o que são protocolos? Em linguagem comum, quando tenho de ir a uma localidade com costumes diferentes dos meus, tenho de seguir um conjunto de regras, protocolos. Quando vou a um restaurante, por exemplo, o modo de sentar, de como colocar os braços à mesa, a posição dos talheres, etc., são-o igualmente. Aqui, genericamente, falamos em protocolos como regras de comportamento e ou de etiqueta. Em linguagem estrita, protocolos são regras de comunicação que visam a fornecer meios para interfaceamento e intercâmbio de dados entre dois dispositivos. Ainda em sentido lato, quando um indígena faz sinais com fumaça, é esperado que o seu interlocutor (Sic!) saiba o que são, ou seja, conheça as regras da comunicação; pausa no levantar o lençol, frequência com a qual o comunicador sufoca, de novo, a fogueira, a posição da fogueira, com relação à altura da colina, etc. O Código Morse, hoje obsoleto, mas que salvou inúmeras vidas, mesmo que, às vezes, a partir de um simples S. O. S., é um protocolo de comunicação. Quando eu falo em Internet e em suas linguagens, regras e protocolos, eu estou a falar em dois protocolos essenciais à WWW, que são o TCP e o IP. Normalmente, só falamos do primeiro, mas por serem “linguagens”, conjunto de regras que trabalham [quase sempre] juntos, fazendo parte de um conjunto maior destes, o Modelo OSI, passaremos a estudá-los mais detidamente.

Modelo OSI - Morvlab

Se você, leitor, for só alguém à cata de informação sobe o Padrão OSI, ficará surpreso ao perceber como o técnico não pode dele prescindir, pois este funciona como um gabarito para quem busca não tão-somente informações, e sim resolver problemas de conectividade. Protocolos, são, em linguagem estrita, regras de comunicação entre interfaces ou dispositivos com o intuito de intercambiar informações. Como, via de regra, mesmo os dispositivos com mais de uma interface têm o mesmo “hostname“, podemos dizer que protocolos são regras de comunicação entre dispositivos. O roteador da sua casa, aquele que faz vários micros funcionarem com o mesmo provedor de dados, é exemplo de dispositivo com mais de uma interface de rede e que utiliza vários protocolos para fazer chegarem os dados da e para sua casa.