O TCP (Transmission Control Protocol), criado, em ´74, por pesquisadores, como Vinton Cerf, é o complemento natural do IP, conforme já falamos, mesmo que possamos utilizar outros protocolos na mesma camada do Modelo OSI, a Camada 4, responsável pelo Transporte dos dados. Mas ambos foram concebidos de forma tão amalgamada, que utilizar o TCP-IP é o caminho natural. O TCP é orientado a conexão, o que quer dizer que este checa permanentemente a entrega dos datagramas, a um pequeno, hoje em dia, custo de velocidade. Aliás, em se tratando de velocidade, podemos utilizar ainda o UDP, pois este não é orientado a conexão e, consequentemente, é mais veloz. Mas, em termos de confiabilidade, o TCP não encontra paralelo.
Quando se carrega uma imagem enorme, utilizando um “linque” de baixa velocidade, é possível ver que a imagem vai se formando aos poucos e é ainda possível ver que partes não-adjacentes da imagem se parecem formar mais rapidamente. Isto é uma característica do TCP: ele permite que os dados trafeguem na rede em sequência aleatória, e que estes sejam recebidos e “montados” em sequência diferente, pois há a garantia da conexão e o protocolo vai entregar os pacotes faltantes, não importa a sequência.

Importante lembrar que o Modelo OSI, já falado por nós, prevê a checagem da integridade dos dados em outras camadas, o que torna as comunicações bastante confiáveis, como característica intrínseca do par TCP-IP e de outros protocolos menos utilizados. O TCP-IP prevaleceu pela sua robustez. Pensado em uma época onde se vislumbrava um mundo mais marcial e menos social, como o é, ora, diferentemente do contexto da guerra fria, a Internet saiu da sua concepção estrategicamente militar para se tornar um robusto e paradigmático sistema (intergaláctico, Internet das Coisas, etc.) de comunicação.

Aqui concluímos o nosso pequeno tutorial de TCP-IP. Abaixo, vemos alguns Elos de Ligação, além daqueles fornecidos no decorrer da discussão.
Fiquem à vontade para nos enviar sugestão de assuntos e de propor mudanças, em qualquer tópico:

DARPA, precurssora da Internet comercial
História da Internet
Uma [outra] Breve História da Internet